27 de out de 2014

Filmes com grandes histórias

Eu sei que sempre juro que vou postar constantemente e acabo enrolando, mas vou tentar diminuir o nível de propostas e começar a tentar cumpri-las um pouco mas, eu sei, eu sei, duvidoso? Melhor que nada alright?


Ok, dessa vez fiz uma lista de filmes com grandes histórias, por isso se esbaldem:

Efeito borboleta foi lançado em 2004 e é uma ficção científica com suspense, tendo Logan Lerman (sim, nosso Percy Jackson das telas), Evan Treborn e Ashton Kutcher interpretando o personagem principal em suas fases de 7, 13 e 20 anos.  Evan Treborn durante sua infância e adolescência teve diversas perdas de memórias em momentos que aparentavam gerar um grande suspense e segredo daqueles que estavam presentes junto a ele, isto foi parando de acordo com a chegava da idade adulta e afastamento de seus velhos amigos, até descobrir que tinha o poder de voltar ao passado apenas lendo seu próprio diário. De acordo com isto ele pôde recobrir suas memórias perdidas e tentar modificar alguns acontecimentos, o que gerava uma drástica mudança em seu futuro e das pessoas ao seu redor.
O filme é surpreendente, o desenvolvimento da história e escolha de atores para interpretar ao mínimo o personagem principal foi maravilhoso, há suspense gerado em cima das memorias perdidas e aflição de acordo com os resultados das suas mudanças no tempo, que acabavam gerando a necessidade de mais e mais mudanças.

Questão de Tempo é incrivelmente apaixonante, começo logo citando uma bomba de bons e conhecidos atores: Rachel McAdams (Te Amarei para Sempre; Meia‑Noite em Paris; Diário de uma paixão), Domhnall Gleeson (Em Harry Potter e as relíquias da morte ele interpreta Bill Weasley, há também sua presença em  Anna Karenina), Bill Nighy (esteve em "Harry Potter e as relíquias da morte", além de ser meu amado e malvado Davy Jones de "Piratas do Caribe").
O filme foi lançado em 2014 e é uma comédia romântica com um final choroso, nada relacionado a um final ruim, são apenas fatores inevitáveis. O filme é sobre Tim, que com seus 21 anos recebe do seu pai a notícia que herdou um poder típico familiar de viajar no tempo, e este somente se aplica ao filho homem mais velho, para isto ele somente precisa pensar na situação e ele voltará a ela. Suas primeiras tentativas são baseadas em encontrar uma namorada. Mas ele também precisa ter cuidado, pois qualquer modificação no passado pode mudar seu futuro.
O filme é maravilhoso, tem comédia e romance, as situações vividas por Tim são hilárias e os personagens são apaixonantes.

Apesar de abordar um tema parecido com efeito borboleta, são histórias completamente diferentes, com uma abordando de uma forma mais dramática e sombria e outra de forma divertida e descontraída.

Historias cruzadas é muito mais que uma recomendação, é uma indagação para seu próprio bem.
O filme é baseado no livro escrito por Kathryn Stockett. A adaptação tem atrizes como Emma Stone, Octavia Spencer, Viola Davis, Bryce Dallas Howard, Anna Camp (para quem já assistiu A escolha perfeita). O caso se passa durante "a era americana dos Direitos civis nos Estados Unidos de 1960", quando Skeeter (interpretada por Stone), após ter estudado algum tempo fora, retorna para morar junto aos seus familiares. Skeeter tem o sonho de escrever um livro, mas até lá começa trabalhando com jornalista. Analisando o que acontece ao seu redor, ela percebe a forma como os empregados negros são tratados e resolve escrever sobre isso, porém é necessário que estes estejam dispostos a contar suas histórias, o que é difícil, afinal, sendo pessoas pobres e dependentes do trabalho, temem perde-lo e receberem ameaças colocando suas famílias em perigo.
O filme é digno de sucesso constituído graças também a produção de figurino e cenário. Além de retratar a forma de convivência durante aquele tempo e uma carga sobre o preconceito racial, o filme não se desfaz de momentos engraçados.

Agora e Para Sempre é o título em português sendo "now is good" o original, acreditem, eu somente reconheço pelo nome em inglês.
Dakota Fanning é uma das ótimas atrizes (e admito, minha razão por conhecer o filme) que se encontra nesta história, Jeremy Irvine (presente em "Grandes Esperanças" e atualmente na adaptação de Fallen como Daniel Grigori), e Kaya Scodelario (conhecida por interpretar Elizabeth "Effy" Stonem na séria Skins e atualmente Tereza em Maze Runner/Correr ou morrer), são outros exemplos presentes.
Tessa tem leucemia terminal e resolve parar com o tratamento, ela tem um irmãozinho, seus pais são separados e  Zoey é sua melhor amiga, juntas elas resolvem seguir uma lista feita por Tessa de coisas para fazer antes de morrer. No decorrer Tessa se apaixona por Adam, seu novo vizinho, e assim ambos precisam viver este romance conturbado pelos problemas de saúde de Tessa, que aproxima cada vez mais sua vida ao fim.
Óbvio que o filme gera lágrimas, só o trailer já mexe um pouco. A história monstra tanto os sentimentos de Tesssa como a de sua família e daqueles que realmente se importam com ela, um ótimo drama romântico (sem ser chato) com cenografia constituída por lindas cenas, e ótima interpretação. Se hoje você não quer deixar seus sentimentos abalados então anote o nome para vê-lo outro dia, só não deixe de assisti-lo.

A Morte e Vida de Charlie é baseado no livro de Ben Sherwood chamado "The Death and Life of Charlie St. Cloud", com fantasia, drama e romance tendo o protagonista, Charlie, interpretado por Zack Efron. A história se trata sobre Charlie e Sam (Charlie Tahan), que são bons irmãos, Charlie ganhou um bolsa para estudar na universidade de Stanford, e faz uma promessa ao seu irmão de todos os dias, assim que os canhões soassem, se encontrariam na floresta e treinariam baseball até que ele precisasse partir, mas em um acidente de carro onde ambos estavam fez com que Sam morresse afetando Charlie e tornando-o uma pessoa totalmente diferente, ele desisti da faculdade, dos esportes e trabalha no cemitério além de todos os dias ir a floresta para se encontrar com a alma do irmão, onde com ele age e treina baseball normalmente. Até que Amanda Crew, uma antiga colega de Charlie volta a cidade e entre eles surge um clima que pode atrapalhar seu relacionamento com Sam.
No filme, Charlie jurou nunca abandonar seu irmão, por isso nunca saiu da cidade, quando ele se apaixona por Amanda, ele acaba algumas vezes se atrasando ou faltando ao encontro com Sam, o que o faz quebrar um pouco da sua promessa.
Vale a pena assistir, a história não é de um personagem louco, mas sim de alguém com um dom, alguém que sofre um trauma e é colocado para fazer uma grande decisão. Fica ai o suspense ;D

50% Tem Joseph Gordon-Levitt com o protagonista Adam, Anna Kendrick como Katherine, uma iniciante psicologa e Bryce Dallas Howard como Rachael, *spoiler que se torna a ex do Adam.
Adam tem 27 anos, namora com Rachael e Kyle (Seth Rogen) é seu melhor amigo. Em uma de suas consultas ele recebe a trágica noticia que tem câncer, porém tem 50% de chance de sobreviver. O filme retrata as fazes de reconhecimento da doença, as reviravoltas que acontecem em sua vida e sua batalha contra a doença.
Baseado em um caso real inspirado no escritor Will Reiser.
O filme tem um pouco de comédia e só um pouquinho se romance, sem ser do estilo meloso, a ideia foi mesmo focar na doença. Não vou comentar mais porque a possibilidade de sair algum spoiler se encontra muito presente, por isso vamos logo passar para o próximo...

Beleza Americana é uma história um tanto bizarra e inicialmente contra meus gostos o que me desinteressou, mas recomendo porque agora sei que é preciso assistir o filme todo e não ver apenas sinopses e trailers, além de ter tido grande repercussão em seu tempo de estreia, para quem gosta de filmes é importante ter este em sua lista. O filme em 2002 ganhou no Oscar OS prêmios de melhor filme, melhor diretor, melhor roteiro original, melhor ator e melhor fotografia. Considerando alguns atores conhecidos atualmente posso citar Mena Suvari (Heather de American Pie), Chris Cooper (só reconheço como Neil Craig do filme Remember me) Peter Gallagher (Sandy Cohen da série The O.C., Bill Anderson em Se ela dança eu danço 4 e etc etc etc), Annette Bening (citei a algum tempo um filme com ela chamado Minhas mães e meu pai), e Wes Bentley (Seneca Crane de Jogos Vorazes).
O filme conta sobre a vida de Lester Burnham, que odeia o trabalho e é considerado um nada por sua esposa (corretora de imóveis) e filha (Jane, interpretada por Thora Birch), até que ele se sente totalmente atraído pela amiga de sua filha (Angela Hayes), cansado de sua vida ele chantageia seu patrão, começa trabalhar em uma lanchonete e, afim de atrair Angela começa a fazer exercícios.
No início eu odiei, afinal eu não gosto de casos de traição, a forma como ele fica é no inicio ao se interessar pela garota é horrível, vamos dizer que ele age como um pervertido. Mas no decorrer do filme ele muda, para de engolir o que os outros falam sobre ele, se torna mais confiante e com atitude (não em relação a garota). As acontecimento durante o passar dos dias o torna mais digno.