24 de dez de 2013

Óculos, aparelho e rock'n roll - Meg Haston

 Óculos, aparelho e rock'n roll é escrito por Meg Haston. Retratado durante a difícil adolescência com humor, uma pitadinha de superação e romance, dentro de suas 304 páginas. Há um seriado baseado na história (é chamado "How to Rock" e passa/passava no Nickelodeon)  mais pelo teaser/trailer não responde minhas expectativas então não acho que vale a pena assistir. A história tem um gosto de: Como assim, você não pode acabar a história assim, volta aqui e escreve o final. Mas para não traumatiza-los há sim a possibilidade de um segundo livro.
Kacey Simon tem 14 anos, vive com a mãe que é jornalista e a irmã pequena, anda com suas duas amigas sempre no auge da popularidade, ela também tem um programa no canal do colégio ao qual lê e responde mensagens mandadas pelos seus colegas falando seus pensamentos sem nem medir as palavras ou ter dó dos sentimento dos outros. Uma peça musical muito importante está se aproximando, a que ela fará o papel principal, junto de um dos caras mais gato do colégio e a desejada cena do beijo que terão que trocar. Mas sua vida, do topo cai tragicamente quando duas tragédias acontece e ela terá que usar óculos (temporariamente) e aparelho dental (e conviver com a linguá presa). Kacey é tirada da peça até que 'configa' falar sem trocar o "s" por "f", e o papel fica com uma de suas "amigas" que era a substituta (além delas a abandonarem), perde seu programa e é zoada pelo colégio. Mas ela está determinada a subir ao topo novamente, pegar seu lugar junto de suas amigas e fingir que nada aconteceu. Até lá, ela recomeça a andar com Paige uma "ex-amiga" que é sua vizinha e convive um pouco mais com Zander (ou Sr. calça skinny) que a chama para participar de sua banda, a qual ela nega. Paige está disposta a fazer Kacey voltar ao topo se ela a ajudar a ganhar e virar presidente do 8º ano. No decorrer a personagem passará por decepções, aprendizados, arrependimentos e indecisões.
Nota 3 (bom)